• SESI/MT
  • SENAI/MT
  • IEL/MT
  • Sistema FIEMT
Voltar

Projeto literário estimula interesse pela leitura e amplia capacidade de produção textual dos estudantes

25/08/2020 - 10h13

Lucas Jackson Gonçalves, 16 anos, foi apresentado ao universo dos livros ainda muito pequeno - graças ao incentivo da mãe, que comprava gibis para o filho ler. Neste processo de proporcionar momentos de diversão, ampliar o vocabulário e estimular a imaginação, pelo viés do encantamento, após ler o primeiro exemplar, o menino nunca mais parou.

“O universo gigantesco que desbravei, só pelo simples fato de ter tomado a decisão de abrir o meu primeiro gibi, me orgulha até hoje. Depois disso, comecei a ler a minha saga juvenil favorita, Diário de um Banana. E só fui crescendo nas páginas de livros que guardam um mundo inteiro, talvez, sejam elas o mundo”, pressupõe.

Atualmente, Lucas, que está no 2° ano do Ensino Médio Integrado Sesi Senai, diz que possui leitura mais refinada e diversificada, que vai desde clássicos Machadianos até Best-Sellers internacionais e brasileiros, como os da Thalita Rebouças. “Me interesso também por livros de empreendedorismo, política, filosofia e história. Como dizem: todo conhecimento do mundo está nos livros, por isso, gosto de diversificar. Por que conhecer um mundo se eu posso conhecer vários?”, questiona.

Por sua paixão declarada pelos livros, ele foi um dos estudantes mais entusiasmados ao receber um kit com obras de literatura da escola. A ação faz parte do Projeto Literário Sesi — Monteiro Lobato e Ziraldo, de iniciativa do Departamento Nacional do Sesi, que busca estimular o interesse pela leitura, ampliar a capacidade de produção textual dos estudantes e contribuir com o acesso de professores, alunos e familiares a obras da literatura brasileira.

“O que mais gostei foram os livros do mais que magnífico Monteiro Lobato, um ícone que escreveu as histórias que inspiraram a criação de um dos melhores desenhos que assisti na infância: Sítio do Pica-pau Amarelo. Não há momento mais oportuno do que esse para a escola dar vida a essa tão nobre e notável iniciativa. As pessoas estão passando por momentos difíceis, tanto fisicamente quanto psicologicamente, e é em ocasiões como essa que os livros mais devem servir de apoio”, assegura.

De acordo com o jovem, um bom livro abre todas as portas para seu leitor. “A leitura transforma a nossa vida, ela te torna mais autônomo, informado, independente e, principalmente, dono dos rumos da sua própria vida. Se hoje consigo debater e opinar melhor sobre diversos assuntos, devo isso à leitura. É por isso que digo aos meus colegas: leiam, leiam muito. Pais, incentivem seus filhos a ler. Em um país com baixíssimos índices de leitura eu garanto que ler um livro vai fazer a diferença na vida de seus filhos e, lá na frente, dará repertório suficiente para que eles conquistem tudo que almejam”, recomenda o estudante, que deseja ser cinco coisas na vida: curioso, empreendedor, ator, músico e ávido por leitura.

Confira galeria de fotos aqui.

Outra aluna que aprovou o projeto foi a Vanessa Rita, também do 3° ano do Ensino Médio Sesi Senai. Ela confessa que se encantou pela maleta assim que a viu. “Posso até dizer que foi amor à primeira vista. Eu sempre gostei de livros, mas o contato com eles ficava restrito ao material da escola. Agora, estou abrindo a mente para obras literárias”.

Segundo a estudante, que pretende ser psicóloga, a leitura é importante para expandir o pensamento, abrir novas ideias e, principalmente, para proporcionar conhecimento e elementos para um bom texto – ainda mais para os que estão se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou para vestibulares.

Estímulo

Para a coordenadora regional de Educação do Sesi Mato Grosso, Cintia Silva, a leitura e literatura têm um papel fundamental de reconstrução em tempos difíceis e certamente iluminam caminhos. “Foi pensando nisso, que o Sesi desenvolveu o projeto literário. Trata-se de uma iniciativa que busca estimular em nossos alunos ainda mais o interesse pela leitura, por meio das obras dos ícones da literatura brasileira”.

Cintia lembra que a produção textual e o incentivo à leitura devem ocupar lugares de destaque no cotidiano escolar, pois, através do trabalho orientado, o aluno irá apreender conceitos, apresentar informações novas, comparar pontos de vista, argumentar – e conquistar, desta forma, sua autonomia no processo de aprendizado.

Ela ressalta que a coleção de livros do kit traz histórias que ilustraram e ainda ilustram a infância de milhares de crianças pelo Brasil. São centenas de aventuras que ocorrem entre a realidade e a fantasia, que nos levam a uma viagem pelo imaginário, que emocionam e conquistam leitores em todos os lugares.

“Afinal, quem nunca mergulhou nas aventuras mágicas envolvendo a Narizinho, Emília, o Visconde de Sabugosa, Dona Benta e a Tia Nastácia? Ou não se divertiu e se emocionou com O menino maluquinho? Ou se viu viajando em meio ao sistema solar, onde o nada e o vazio cedem espaço às brincadeiras, às cambalhotas e a tudo aquilo que é eterno como em uma amizade, com o clássico O menino da lua?”, indaga.

A coordenadora explica ainda que todos os alunos terão acesso aos livros da maleta literária, por meio de empréstimo. Para isso, basta solicitar o agendamento com a coordenação da unidade escolar.

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema FIEMT / SESI-MT - ​​Serviço Social da Indústria
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555